Showtec 2019 mostra efeitos de organismos no solo em trincheira

Aspectos químicos, físicos e biológicos serão apresentados ao público

O público que visitar a próxima edição do Showtec conhecerá mais sobre os efeitos que organismos do solo, em especial aqueles que são vistos a olho nu, podem causar na produtividade da soja e milho. Para isso, será instalada uma trincheira com 20 metros de comprimento no campo, que facilitará a visualização de determinados aspectos do solo. A feira será realizada de 16 a 18 de janeiro de 2019, em Maracaju, na sede da Fundação MS.

A bióloga e especialista em biologia do solo, Marie Bartz, irá esmiuçar o assunto aos participantes. Ela explica que toda a diversidade de organismos da macrofauna ainda é pouco considerada pelos agricultores e em geral vista como problema, trazendo malefícios. "No entanto, quanto maior a diversidade de organismos que forem encontrados, maiores são as interações. Com isso, a teia alimentar se torna bastante diversificada, aumentando a estabilidade do sistema para o equilíbrio de pragas e até doenças", salienta.

Marie menciona que a macrofauna possui dois grupos principais: os transformadores da liteira (minhocas de superfície, milipéias, tatuzinhos-de-jardim, baratas, entre outros) e os engenheiros do ecossistema (cupins, formigas, besouros, corós e minhocas). "O primeiro grupo possui efeito, como o nome diz, na transformação e fragmentação da palhada em resíduos orgânicos da superfície do solo. Os excrementos que estes organismos possuem são extremamente ricos em matéria orgânica e nutrientes, que serão disponibilizados para as plantas e outros organismos", frisa.

Já os engenheiros do ecossistema afetam a estrutura do solo, ou seja, ao desempenharem suas atividades no campo, constroem galerias, túneis, câmaras e ninhos que afetam as propriedade físicas (porosidade, densidade, infiltração de água, etc) e químicas do solo, mobilizando nutrientes no perfil do terreno. Segundo a bióloga, eles produzem, ainda, os excrementos que também serão sítios de concentração de nutrientes para plantas e outros animais e afetam a estrutura do solo.

"Os efeitos que estes animais trazem podem ser vistos abrindo uma trincheira e verificando a presença das estruturas criadas ou dos próprios organismos", diz Marie, que durante o Showtec irá explicar também que há outros grupos importantes dentro dessa temática, como os predadores (aranhas, lacraias, pseudoescorpiões, besouros e algumas formigas), que ajudam a controlar determinadas populações de organismos.

A base para que toda essa biodiversidade se desenvolva é a qualidade do alimento oferecido (palhada) e, para isso, quanto maior a diversidade de alimento, maior a variedade de organismos que pode ocorrer no sistema. "Lembrando que, estamos lidando com vida, ela não aparece de uma hora para outra ou de uma safra para outra. Requer tempo e investimento em diversificação de cobertura para que eles possam crescer e se desenvolver no ambiente", finaliza.

A palestra sobre os aspectos químicos, físicos e biológicos do solo na trincheira está inserida no painel "Manejo do sistema soja/milho para alta produtividade: solos", e será realizada no dia 17 de janeiro, às 8h. A programação completa do evento pode ser conferida no endereço eletrônico www.portalshowtec.com.br.

Sobre o Showtec

O Showtec é uma feira anual onde são apresentados produtos e serviços ligados ao setor agropecuário, lançamentos, inovações tecnológicas, sistemas de produção, palestras técnicas e resultados de pesquisas que contribuem para a sustentabilidade do segmento. A feira é destinada aos produtores e empreendedores rurais, técnicos agrícolas, acadêmicos, entre outros, e leva informações de forma direta e aplicável.

O evento é realizado pela Fundação MS e promovido pelo Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Sistema OCB/MS (Organização das Cooperativas Brasileiras) e Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), contando com patrocínio do Senar/MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e Sicredi. O Showtec conta, ainda, com o apoio da Prefeitura Municipal de Maracaju, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Semagro, Fundems, Banco do Brasil, Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (Febrapdp),Embrapa, Safras e Mercado, Rede ILPF, Agrisus, BioSul e Camiseta feita de pet. Como mídia oficial, conta com o Canal do Boi.